Magret de pato e Vinho Rosé, será que essa harmonização deu certo?

Sábado fomos jantar em um dos nossos restaurantes favoritos aqui em São Paulo, o Ecully. Classificado como Bib Gourmand, um selo do guia Michelin para restaurantes bom e baratos – ai depende do ponto de vista de cada um rs.

Além de ser maravilho, dentro do restaurante tem uma loja da Gran Cru, então você pode escolher qualquer vinho da loja pelo preço de venda, top! Veja algumas fotos da loja.

 

Estava calor, pensamos logo em um Rosé bem geladinho. A escolha foi o Tramari, um rosé di primitivo, direto de Puglia, Itália. Um vinho rosé com tons de salmão, lindo. Aromas de frutas silvestres, destaque para morangos e cerejas. Na boca é super refrescante, saboroso, com acidez bem equilibrada. Um ótimo vinho para acompanhar frutos do mar, correto?

Sim! Mas caso no meio do caminho você se apaixone por um prato de caça após ter escolhido o vinho, como faz?

Seja feliz, a melhor harmonização é aquele que você gosta. Aprendemos esse lema em nossa última viagem para Itália, um dos herdeiros de uma vinícola de lá nos falou exatamente isso: Cada um tem um paladar único, a melhor harmonização é aquele que te faz feliz. Depois desse dia decidimos ousar nas harmonizações, e não é que calhou super bem.

De entrada pedimos uma Burrata com carpaccio de cogumelo Portobello, pesto de manjericão, presunto cru, tomate grelhado e torrada de pão da casa. E o prato principal foi o MARAVILHOSO Magret de pato com vieiras canadenses, cubos de batata, molho de trufas com limão siciliano, que espetáculo! A foto não ficou muito boa, a iluminação não ajudou muito, mas vale o registro =)

Fuja das harmonizações tradicionais, o importante é ser feliz bebendo vinho =)


Ficha técnica do vinho: Vinho Rosé San Marzano Tramari Primitivo Salento IGP 2017 750 mL

Produtor: San Marzano
País: Itália
Região: Puglia
Uva: 100% Primitivo
Safra: 2017
Preço médio: R$ 84,90

O CASAL

Ela gosta de vinhos mais leves. Ele gosta de beber até a garrafa acabar. Mas não foi sempre assim. O amor pelos vinhos cresceu na mesma velocidade que o amor que sentem um pelo outro. Ele era o garoto das cervejas artesanais e ela a garota das caipirinhas. O vinho só estava presente nos dias mais frios de inverno. Mas aí as coisas foram mudando. No meio do caminho, provaram novas uvas, experimentaram outras variedades, e aprenderam - um pouquinho - sobre como combinar a bebida com seus pratos favoritos. O casinho virou namoro, o namoro virou noivado, e o noivado virou casamento. O primeiro presente: uma adega e um quadro para rolhas: a paixão que desenvolveram pelo vinho estava estampada para todos os familiares e amigos. Agora, juntos, decidiram criar um novo projeto: Amor, Vinho, Amor. Sejam bem-vindos!

O PROJETO

O Amor Vinho Amor é um projeto de um casal apaixonado por vinhos e nasceu com um propósito: ser um espaço para falar sobre essa paixão de forma descomplicada e leve. Não somos especialistas e não temos pretensão de ser, mas amamos poder compartilhar as impressões que temos sobre essa bebida que tem tantas nuances especiais, sobre onde encontrá-las e algumas dicas de como harmonizá-las, mesmo acreditando que as melhores harmonizações são aquelas que fazem sentido e agradam cada um. O vinho para nós representa os momentos felizes, de amor, de troca. No Amor Vinho Amor trazemos as nossas experiências com o vinho, seja no nosso cantinho ou em qualquer cantinho desse mundo de possibilidades. 

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Amor, Vinho, Amor