Um dia em Monte Verde

Querem saber sobre como foi chegar a Monte Verde saindo de Gonçalves pela estradinha de terra? Uma grande aventura, mas cheia de lindas paisagens! Recapitulando: fomos à Gonçalves em busca de tranquilidade, descanso, e comidinhas e vinhos gostosos. Foi uma delícia relaxar com aquele visual da Serra da Mantiqueira, e poder aproveitar a comemoração do nosso mesversário de casamento S2. Como a cidade é pequena, e já tínhamos curtido as atrações principais, decidimos que aproveitaríamos o último dia do final do nosso final de semana prolongado em Monte Verde, que fica pertinho dali. Tínhamos duas alternativas: voltar para a rodovia ou pegar a estradinha de terra que, por dentro, dá na cidade. O que escolhemos? A estradinha de terra, claro! Por que não?

No começo foi tranquilo. Carro levantando aquela poeira danada e o remelexo típico da estrada (e com o qual já tínhamos acostumado em Gonçalves). A aventura começou mesmo quando nos vimos sem sinalização, sem GPS, guiados apenas pela nossa intuição! Mas valeu a pena. A cada curvinha uma paisagem nova, fora a oportunidade de manter aquele contato com a natureza.

Chegando a Monte Verde a surpresa: como a cidade cresceu! Um monte de lojas e restaurantes novos e pessoas por todos os lados. Já era hora do almoço e decidimos comer algo. Paramos o carro e caminhamos pela rua principal do começo ao fim, vimos vários restaurantes gostosos, mas voltamos para o primeiro lugar que tínhamos achado interessante (isso é típico desse casal :P) Almoçamos no Armazém Monte Verde restaurante (Av. Monte Verde, 760) uma comidinha típica mineira: arrozinho, feijão tropeiro, bisteca, couve, ovo frito huuuummm (deu até água na boca, pode voltar?) e, ao invés do nosso queridinho vinho, optamos por uma cerveja alemã para bebemorar aquele dia lindo de sol.

Depois do almoço, caminhamos novamente pela avenida, mas dessa vez sem o desespero da fome. As lojinhas super fofas, artesanatos, roupinhas, coisas para casa, e muito chocolate (por todos os lados, oh céus). As galerias são uma surpresa a parte. Você não dá nada olhando por fora, mas quando entra encontra artigos de todos os tipos, uma graça.

No final do dia, com o sol caindo, a temperatura começou a esfriar. Decidimos ir à Fábrica de Chocolates Gressoney, a famosa que tem bem no começo da cidade. Empolgadíssimos, nos decepcionamos logo na entrada. Super cheio, impossível achar um lugar para sentar, e os preços não condiziam com o que estavam vendendo ali. Embora seja chocolate artesanal, não tinha nada demais. A fábrica de chocolates em Gramado era mil vezes melhor e tem preço mais acessível. Mudamos de rumo e fomos parar no Montanhês. Aí sim! hehehe não é nada baratinho, mas o chocolate quente cremoso é fantástico. Paramos ali mesmo. Tomamos nossos chocolates ao por do sol e decidimos pegar o rumo de casa.

Foi um último dia para fechar bem uma viagem maravilhosa! Conseguimos relaxar. Aproveitar só nós dois. Não passamos a noite em Monte Verde, mas voltaremos em uma próxima oportunidade. Ficamos loucos com aquelas pousadinhas, aquele clima gostoso, e que certamente combinaria com bons vinhos que tanto gostamos.

O CASAL

Ela gosta de vinhos mais leves. Ele gosta de beber até a garrafa acabar. Mas não foi sempre assim. O amor pelos vinhos cresceu na mesma velocidade que o amor que sentem um pelo outro. Ele era o garoto das cervejas artesanais e ela a garota das caipirinhas. O vinho só estava presente nos dias mais frios de inverno. Mas aí as coisas foram mudando. No meio do caminho, provaram novas uvas, experimentaram outras variedades, e aprenderam - um pouquinho - sobre como combinar a bebida com seus pratos favoritos. O casinho virou namoro, o namoro virou noivado, e o noivado virou casamento. O primeiro presente: uma adega e um quadro para rolhas: a paixão que desenvolveram pelo vinho estava estampada para todos os familiares e amigos. Agora, juntos, decidiram criar um novo projeto: Amor, Vinho, Amor. Sejam bem-vindos!

O PROJETO

O Amor Vinho Amor é um projeto de um casal apaixonado por vinhos e nasceu com um propósito: ser um espaço para falar sobre essa paixão de forma descomplicada e leve. Não somos especialistas e não temos pretensão de ser, mas amamos poder compartilhar as impressões que temos sobre essa bebida que tem tantas nuances especiais, sobre onde encontrá-las e algumas dicas de como harmonizá-las, mesmo acreditando que as melhores harmonizações são aquelas que fazem sentido e agradam cada um. O vinho para nós representa os momentos felizes, de amor, de troca. No Amor Vinho Amor trazemos as nossas experiências com o vinho, seja no nosso cantinho ou em qualquer cantinho desse mundo de possibilidades. 

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Amor, Vinho, Amor